sexta-feira, 6 de março de 2009

A Pedofilia Midiática

A Pedofilia está nas manchetes. O deputado, o irmão da Governadora, o ex-funcionário da Sudam, enfim. Vem um senador, com cara de debochado, e posa de inquisidor, espezinhando, jogando para a platéia com o deputado, que é claro, já entrou condenado no recinto. Talvez tudo isso seja necessário. Tenhamos de engolir todos os artistas desse circo, engolidores de espada, mulher barbada, para que essa doença, esse crime, realmente passe a ser discutido na sociedade, de maneira aberta, já que atinge a todas as classes. Crime/doença nojento, cruel, cometido nas entranhas da noite, dissolvendo a inocência e a moral de crianças, para a vida inteira. Crime/doença que é do mundo, e no entanto, ainda não está clara sua punição. Ainda não temos evidente se o culpado deve simplesmente mofar em uma cela pelo resto da vida, ou se fazendo terapia, fique bom, ou controlado. Yúdice de Andrade disse, com razão, que apesar de doença, desvio de comportamento, o criminoso está o tempo todo na sua mais perfeita razão, sabedor de tudo o que está acontecendo. Imperdoável. Mas então, temos de aturar a vinda do circo a Belém. Uma multidão indo aguardar o Inquisidor, que chega, ouve manifestos, passa a mão na cabeça de crianças e no dia seguinte, joga para a torcida. Não o conheço, nem mesmo sua performance no Senado, embora, tudo o que esteja em Brasília, hoje, cause nojo a todos os brasileiros. Julgo apenas o que vi e ouvi. Não basta que o deputado, que mantém sua empáfia, seja cassado e depois condenado. Nem ele, nem os demais que serão "garroteados" publicamente. É preciso discutir o assunto em todas as mídias, já que nossa sociedade é do espetáculo, da mídia.

2 comentários:

Yúdice Andrade disse...

Quem diz não sou eu...
Abraços.

POLAROADS disse...

Desculpe, Yúdice, foi força do texto. Você informou, claro.
Abs